segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Avante, camaradas...

Com a devida vénia transcrevo a entrada do sempre interessante Daniel Oliveira, no seu "Arrastão":

"A televisão trouxe a notícia da libertação de Aung San Suu Kyi, e é claro que fiquei satisfeito. Sou em princípio a favor de todas as libertações, mas talvez desta ainda mais do que é costume. Não por Suu Kyi ser Prémio Nobel da Paz e Prémio Sakarov: na verdade são galardões que pela sua própria história me inspiram alguma desconfiança e dispenso-me de explicar porquê. Mas acontece que Suu Kyi é mulher e que para mais tem aquele arzinho fisicamente frágil que nos dá cuidados quando a imaginamos presa. É certo que na sua própria residência, que é capaz de ser mais confortável que a minha. Mas imagino que deve ser terrível para uma mulher, para mais senhora de boa disponibilidade financeira, não poder sair de casa para ir às compras no hipermercado mais próximo."

Do bem humorado Correia da Fonseca, distinto idiota que escreve no jornal "Avante!"

Nota: só as fotos foram aqui deixadas por mim, tiradas da net, e não constavam da transcrição do texto em causa.

Por aqui se vê que dentro do PCP continua a haver aquela ortodoxia, de que o partido não se consegue, ou não deseja, livrar.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Quatro anos de blog

Não sei como aconteceu, mas o certo é que eu, uma pessoa que até sou apontado por muitos como maníaco de datas, deixei passar o aniversário deste blog, o quarto!
Sim, foi a 6 de Novembro de 2006 que o Whynotnow  nasceu, e tirando aqueles posts desaparecidos e não recuperados (cerca de um mês de postagens), com esta entrada, o blog soma 875 postagens.
Como decerto sabem as pessoas que me lêem, não é um blog vocacionado para assuntos específicos, antes pelo contrário, é bem abrangente, embora o lado pessoal e a minha afirmação sexual sejam bem patentes, sem nunca ir além dos limites que a mim próprio me imponho.
Este blog é meu; mas também é de todos os que por cá passam, e por todos os que por cá passaram. Sim, porque a blogosfera é um fenómeno nada constante - aparecem e desaparecem blogs todos os dias e isso não deixa de ser um sinal de vitalidade.
Mais que leitores ou seguidores, a maior riqueza que este blog me deu, foram as muitas (e são mesmo muitas) Amizades que me proporcionou.
E tenho uma série de amig@s que tenho muita vontade de encontrar pessoalmente para selar, no real , uma Amizade já existente, embora ainda virtual.
Para esse reforçar de laços muito têm contribuído os jantares de bloguistas, que têm sido um êxito, e que se contam pelos anos do blog: quatro!
E lá para Abril/Maio podem contar com o 5º, e então terei oportunidade de conhecer mais gente.
Obrigado a todos vós, pois sem vós, este blog não teria durado tanto.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

As fotos do senhor Silva

O senhor Silva é um ser humano como qualquer outro, sociável e tem os seus amigos; além disso, como é normal, gosta de viajar, de visitar locais bonitos e de guardar recordações desses momento.
Assim aqui deixo duas fotos do álbum do senhor Silva.

Nesta primeira foto, o senhor Silva pousa a sua mão na coxa da famosa sereia de Copenhague, e decerto foi a sua Maria, embevecida, que fixou o "feliz" momento.

Já nesta outra, já com uma vida política activa e pujante, que o levou a Primeiro Ministro, e mais tarde a Presidente da República, o podemos ver "muito bem acompanhado" de dois dos seus colaboradores, Oliveira e Costa e Dias Loureiro, conhecidos pela sua honestidade à prova de bala.

domingo, 21 de novembro de 2010

21 de Novembro de 1973

Esta foto foi tirada faz hoje precisamente 37 anos; foi tirada na pista aérea da Ilha de Metarica (Niassa), onde eu comandava uma companhia.
Tinha havido uma flagelação aérea das NT (nossas tropas) ao IN (inimigo) e como consequência, grande parte da população de uma aldeia no mato tinha ficado queimada. E eu estou a usar a palavra certa, não me enganei, não deveria ser ferida, mas sim queimada, com o napalm que o avião ou os aviões despejaram naquela população, talvez porque tivesse sido referenciada aí alguma actividade IN.
Eu apenas recebi ordens para ter na pista os poucos meios médicos que ali possuía, e que se resumiam a um pequeno post de enfermagem e um enfermeiro, aliás bastante competente.
Os helicópteros iriam ao mato buscar os feridos para a minha companhia e daí seriam transferidos de avião (um Nord Atlas) para o hospital de Vila Cabral (hoje Lichinga).
Foi impressionante ver como vinham aqueles corpos, negros mas quase sem pele, com um líquido a escorrer, nús e alguna a caminharem pelo seu pé; e saber que daí a horas seriam cadáveres.
Foi o mais penoso dia que passei em África e a memória não pode apagar nunca dos meus olhos tal visão
Esses meus olhos, que não puderam evitar as lágrimas que me caíam sem as poder conter, embora eu soubesse que isso era "militarmente incorrecto", pois um superior não pode chorar em frente dos seus subordinados.
Mas não era só eu a fazê-lo.
Peço desculpa da crueza da foto, e não pus a pior.

©Todos os direitos reservados.  A utlilização dos textos deste blogue, qualquer que seja o seu fim, em parte ou no seu todo, requer prévio consentimento do seu autor.

sábado, 20 de novembro de 2010

Iggy e o ipad

Este vídeo delicioso vou dedicá-lo aos meus dois gatos: o Boris e a Teka (que é mais comum tratar por Pequenino e Inválida, nome posto pelo Dejan á gatinha, pois ela é muda, não mia); e também a todos os gatos d@s amig@s que por aqui passam.
A "Inválida" já teve uma experiência semelhante aqui em casa, recordas-te Ricardo?

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Três em um

Três diferentes formas de humor num só post...
Pois, com a crise que aí vem, há que poupar e há, principalmente que rir!
Uma foto deste nosso querido Portugal, que mostra bem, o grau de improvisação e de oportunidade das nossas gentes.
Uma pequena história de um cáustico humor negro.
E finalmente uma pequena jóia nórdica, em forma de vídeo.
Divirtam-se...

__________________________________________///______________________________________

O telefone toca e a dona da casa atende:
- Estou ?!
- Queria falar com a Sra. Silva, por favor.
- É a própria .
- Daqui é o Dr. Arruda, do Laboratório de Análises. Ontem, quando o médico do seu marido enviou a biópsia aqui para o laboratório, chegou também uma biópsia de um outro sr. Silva e agora não sabemos qual é a do seu marido... e infelizmente, os resultados são ambos maus...
- E o que é que o Sr. Dr. quer dizer exactamente com isso?
- Um dos exames deu positivo para Alzheimer e o outro deu positivo para HIV. Nós não sabemos qual é o do seu marido.
- Que horror! E vocês não podem repetir os exames?
- Não, a Segurança Social só paga estes exames caros uma única vez por paciente.
- Bem, o que é que o senhor me aconselha a fazer?
- A Segurança Social sugere que a senhora leve o seu marido para um lugar bem longe de casa e o deixe por lá. Se ele encontrar o caminho de volta... não faça mais sexo com ele.

__________________________________________///_____________________________________




quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Felinos Selvagens


Animais magníficos, velozes, belos e dominadores, estes predadores de África e da Ásia, independentemente da sua perigosidade, constituem um grupo da fauna selvagem, sempre impressionante.
Quem não se recorda de os ver em diversas cenas da lei natural da selva, nos conhecidos filmes da National Geographic?
Por muito atractivos que sejam os zoos, é sempre triste ver estes nobres animais enjaulados, fora do seu habitat natural; e ainda mais chocante se torna vê-los transformados em atracção circense,amestrados e na negação da sua condição de predadores.
Aliás sou totalmente contra a utilização de quaisquer animais, como forma de divertimento, principalmente nos circos e a lei deveria proibir essa "exploração".

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Extremos

Estes dois vídeos, vistos isoladamente, poderiam ser interessantes, mas seriam apenas isso.
Observados numa mesma estrutura, neste caso uma postagem de um blog, ganham alguma consistência.
No primeiro, podemos ver um miúdo que na altura tinha 3 anos (agora tem mais um) e que faz o que quer de uma bateria.
No segundo, damos conta da mobilidade assombrosa de um "jovem" que à data do vídeo tinha 99 anos e que no próximo mês de Dezembro celebra o seu 102ª. aniversário e que continua a trabalhar no que sabe gosta - fazer cinema:  mestre Manuel de Oliveira.

domingo, 7 de novembro de 2010

Uma lufada de (B)ar fresco

Vai abrir ao público na próxima quarta feira um novo Bar gay nesta nossa Lisboa. Há muito que deixei de ser frequentador deste tipo de bares, mas neste caso faço uma excepção pois sendo um empreendimento de três amigos, é como que visitar a casa deles.
O bar chama-se TR3S, e fica situado na zona mais gay da cidade, perto do Bairro Alto e do Príncipe Real, bem perto do Finalmente e do WolfLx, mais concretamente na Rua Ruben António Leitão, 2A.
É um espaço amplo, com uma decoração minimalista, mas muito bem conseguida e será decerto uma aposta ganha para o Marcos, o Eddy e o Frank, que há muito sonhavam em ter um espaço assim.
Ontem, entre amigos, houve um "ensaio geral" e estou certo que vai ser um sucesso.
Tem a particularidade de abrir as portas à tarde, pelas 16 horas, onde além de normais bebidas, se pode comer uma tosta, beber um café, numa conversa animada antes do jantar; encerra pelas 2 horas da madrugada e terá o seu dia de encerramento à terça feira.
Parabéns aos três, felicidades para este seu sonho concretizado e apareçam por lá que vale bem a pena.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Marisol e Joselito

Marisol e Joselito foram dois miúdos espanhóis, que há cerca de cinquenta anos ou mesmo mais, faziam as delícias não só dos miúdos, mas também dos adultos, que se deliciavam a ouvir as suas músicas e a ver os seus filmes.
Joselito não fez muitos, mas fez um muito célebre - "O pequeno Rouxinol" - em que ele cantava a sua música mais conhecida - "La Campanera".
Já Marisol fez dezenas de filmes e em todos eles cantava canções que se tornavam enormes êxitos.
Aqui deixo vídeos desse filme de Joselito e de um dos mais famosos de Marisol - "Um Raio de Luz".



E que é feito deles agora?
Joselito tornou-se um homem complicado, quezilento, que as drogas e a delinquência foram destruindo, chegando a estar preso; do miúdo bonito que encantava toda a gente transformou-se num homem feio, por fora e por dentro.
Marisol, que abandonou esse nome para começar a usar o seu nome verdadeiro,Pepa Flores. teve um percurso menos problemático: casou muito nova com o grande bailarino de flamenco, António, muitos anos mais velho que ela, e que penso já ter falecido, e tornou-se activista política do... PCE (Partido Comunista Espanhol).
Os anos passaram por ela, naturalmente, mas conserva alguma da sua beleza.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Para reflectir...




Às vezes, as correntes que nos impedem de sermos livres são mais mentais do que físicas

Permito-me chamar a atenção para a música do dia, com música de Teodorakis e voz da magnífica e tão esquecida Milva.