sexta-feira, 29 de abril de 2011

O senhor Silva americano...




E ao contrário do senhor Silva, este Homem, engana-se algumas vezes e não comunica com os seus concidadãos pelo Facebook...

terça-feira, 26 de abril de 2011

"Victor Victoria"

Faleceu em Dezembro passado um realizador, que não tendo sido nunca um daqueles homens que deixa filmes considerados obras primas, foi no entanto o director de muitos filmes de sucesso, bem feitos e de agrado certo.
Refiro-me a Blake Edwards, a quem se ficou a dever o célebre "Pantera Cor de Rosa", cuja música, Henry Mancini imortalizou.
De entre a sua vasta filmografia, um filme, na minha opinião se salienta, uma belíssima comédia musical, com um tema muito interessante: "Victor Victoria", protagonizado pela sua mulher, a conhecida e talentosa Julie Andrews. Foi realizado em 1982 e foi um musical que foi apresentado com grande sucesso na Broadway e noutras grandes cidades.
Nesta versão cinematográfica, é pena que o actor que contracena com Julie seja um dos maiores canastrões do cinema americano, James Garner; mas, por outro lado, brilha num papel de um "maduro" gay um fabuloso actor, Robert Preston e também uma actriz de que muito gosto - Lesley Ann Warren.
Deixo aqui três vídeos musicais, um com a melhor interpretação musical no filme, de Julie Andrews, um outro, com a irreverente Lesley Ann Warren e finalmente uma deliciosa interpretação duma canção sobre o Paris gay da época, por Robert Preston.
Se ainda não viram o filme e querem passar um serão bem disposto, de que estão à espera?



segunda-feira, 25 de abril de 2011

Dia da Liberdade


Hoje, 37 anos passados, é mais importante que nunca, relembrar Abril. Agora, quando fruto de uma crise que a todos atinge, e que, em grande parte, se deve a uma crise mundial que pretende acima de tudo, destruir o euro, tanta voz se começa a levantar a pedir um novo Salazar, ou seja uma nova ditadura, das duas uma: ou se tem medo de perder regalias ou se é idiota chapado, caso deste palhaço

Pergunto a mim mesmo se este homem é digno de Abril?
Abril foi feito por homens de fibra, que apenas quiseram acabar com uma ditadura e uma guerra e entregar-nos a Liberdade de um país novo.
Na antítese desse palhaço está um grande militar e um grande Homem, que a morte ceifou cedo de mais, e que é, na realidade o rosto desta data que hoje se comemora: Salgueiro Maia.


Infelizmente, nos países democráticos da Europa Central e do Norte, começam a tomar uma força assustadora, alguns partidos da extrema direita, apologistas de políticas xenófobas e neo-nazis.
A Europa é um continente que está a perder a sua força, não só em relação aos EUA, mas e principalmente aos países chamados emergentes: Brasil, Índia, Rússia e principalmente China.
As novas gerações, que com honrosas excepções, quase desconhecem o que foi o 25 de Abril, e que sempre puderam expressar livremente as suas opiniões, decerto pensariam um pouco mais e com maior preocupação, se soubessem o que é viver em ditadura.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Monges copistas e ...paquistaneses.

Há muito tempo este blog não publicava algo de humor.
Aqui vão dois exemplos, um em inglês, pois só nesta língua resulta.
Tenham uma boa Páscoa!




Um jovem noviço chegou ao mosteiro e logo lhe deram a tarefa de ajudar os outros monges a transcrever os antigos cânones e regras da Igreja. Ele surpreendeu-se ao ver que os monges faziam o seu trabalho a partir de cópias e não dos manuscritos originais.

Foi falar com o abade e disse-lhe que achava um risco copiar as cópias, se alguém cometesse um erro na primeira cópia, esse erro se propagaria em todas as cópias posteriores. O abade respondeu que há séculos que copiavam da cópia anterior, mas que achava procedente a observação do noviço.

Na manhã seguinte, o abade desceu até as profundezas das caves do mosteiro, onde eram conservados os manuscritos e pergaminhos originais, intocados há muitos séculos.

Passou-se a manhã, a tarde e depois a noite, sem que o abade desse sinal de vida.

Preocupado, o jovem noviço decidiu descer e ver o que tinha acontecido ao abade.

Encontrou o abade completamente descontrolado, com as vestes rasgadas,
a bater com a cabeça ensanguentada nos veneráveis muros do mosteiro.

Espantado, o jovem monge perguntou:

- Abade, o que aconteceu?


- Aaaaaaaahhhhhhhhhh!!! CARIDADE...CARIDADE!!! Eram votos de "CARIDADE" o que tínhamos de fazer. Não de "CASTIDADE"!!!



Two Pakistanis, Zardari and Musharraf moved to Paris where they made friends with a French guy named Jean-Paul. They used to go all over Paris with him when suddenly one day . . . Jean- Paul disappeared. The two went to the police and lodged a complaint. The police asked them if they could give some vital clues about Jean-Paul that would help find him. Zardari says . . . "Jean-Paul was handsome and tall" Police say . . . "Most Frenchmen are like that . . . Give us something specific" Musharraf says . . . "Jean-Paul had blue eyes and was very fair" Police say . . . "C'mon guys, lots of Frenchmen have blue eyes and fair hair, tell us something specific" Zardari and Musharraf . . . "Oh yes. Now we remember! Jean-Paul had two holes in his ass !!!" The Policemen get really interested . . . "Now that's something very specific - but tell us, how do you know this ?? Have you guys seen it ? " Zardari and Musharraf . . . "No we have not actually seen the holes, but wherever we went with Jean-Paul, everyone used to say . . . "Here comes Jean-Paul with the TWO assholes."

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Tudo é possível

E que tal experimentar juntar um violoncelista - Yo-Yo Ma- a interpretar um conhecido trecho musical clássico de Camille Saint- Saens, "The Swan", que é dançado por um conhecido dançarino de rua americano, Lil Buck?
Se ainda por cima o realizador do vídeo for o famoso realizador de cinema Spike Jonse, o resultado é este

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Jantar de Blogs de 2011


Devido a ter sido obrigado a antecipar a minha ida a Belgrado, o que por outro lado foi óptimo, e como expliquei no post anterior, houve que fazer uma alteração à data do jantar de bloggers deste ano, a qual tinha sido previamente marcada para 21 de Maio.
Sendo assim, a data será definitivamente em 4 de Junho, no mesmo restaurante, o Guilho, na Amadora. Sobre esta data, que é também obviamente um sábado, calha na véspera das eleições, isto é, no dia de reflexão; querem melhor reflexão do que uma animada cavaqueira, em que é proibido falar de política, de crises e coisas similares?
Para quem vem de longe, há todo o domingo para o regresso (as urnas só fecham às 19 horas).
Sei, e isso tem sido indicado já este ano que há uma certa timidez, que é normal, de alguns bloggers, pois não conhecendo ninguém, pensam não irão sentir-se à vontade; puro engano, pois por experiência tem-se verificado o contrário e têm-se iniciado boas amizades com estes jantares. Percam a timidez e lembrem-se que é uma forma única de contactar com uma série de outras pessoas que só conhecem virtualmente.
E tragam namorod@, ou cônjuge , pois estarão menos sós. Como é sabido, também os comentadores que não têm blog são bem vindos.
Fico à espera que vão confirmando as vossas inscrições, quer aqui quer no blog “Felizes Juntos”. Entretanto, ainda antes da minha partida para Belgrado, e após uma ida ao restaurante, daremos notícias de preços e qual o menu. E eu regresso a 22 de Maio, duas semanas antes do evento, para “acertar agulhas”.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Finalmente...

Finalmente...uma data!
Já desesperava, pois desde sempre, nos meus encontros com o Déjan, a tristeza do adeus é suavizada com a certeza do próximo encontro, numa data já determinada.
Simplesmente, quando deixou Lisboa,faz hoje precisamente três longos meses, apenas estava aprazado o local do reencontro, em Belgrado, e a data seria escolhida em função da ida do Pai do Déjan a Belgrado; simplesmente tem havido sucessivos adiamentos e indefinições sobre essa permanência em Belgrado do Pai dele na sua casa e eu sem saber quando poderia ir e se depois obteria bilhetes a preços acessíveis.
Na iminência do reencontro só se realizar, depois de Agosto, houve que tomar decisões rápidas e hoje tudo ficou decidido. Mas, essa decisão tem um custo, para mim, difícil de aceitar, mas não tinha outra hipótese: implica uma alteração da data do jantar dos blogs, para muito possivelmente, dia 4 de Junho.
Ainda esta semana, tanto eu como o "Felizes Juntos" publicaremos nos nossos blogs, a confirmação da data, já que o local permanecerá o mesmo. Espero que quem já tenha dado o "sim" o confirme, que quem esteja com dúvidas, possa ter menos e que alguns a quem a outra data não servia, agora possa servir.
De qualquer forma, a 7 de Maio, voarei até Roma e daí para Belgrado, no mesmo dia; o regresso será a 22, via Londres.
Faltam 24 dias para te abraçar, meu querido Déjanito!

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Camila

Olá!!!
Eu sou a Camila, tenho dois aninhos e cheguei hoje à minha nova casa, já visitei quase todos os cantos e a outra gata, a Teka, não me recebeu muito bem, mas eu já estava à espera...
Daqui a três dias já seremos amigas.
Os meus donos iam à procura de um gato, mas eu, como sou muito bonita e carinhosa, conquistei-os: sou siamesa, não pura, mas não quero cuidados especiais.
Já vi que os meus donos me acarinham muito, mas não esquecem um gato que aqui foi muito feliz, até há uma semana atrás, o Boris...

quinta-feira, 7 de abril de 2011

"Las Cosas del Querer"

Dos muitos filmes de temática GLBT que tenho em carteira, chegou agora a vez de visionar um filme espanhol datado de 1989, de um realizador desconhecido (Jaime Chávarri) e em cujo elenco apenas conhecia a excelente Angela Molina.
Trata-se de um filme muito interessante, passado na Espanha do pós Guerra Civil, quando a ditadura de Franco era muito evidente, com conotações políticas, passado na cena musical e tem por fundo um amor impossível de um homossexual pelo seu maior amigo, heterossexual.
Os números musicais são muito bons, incluindo o tema que dá o nome ao filme e que é uma das mais famosas "coplas" espanholas de sempre, cantada por inúmeros duetos, desde sempre até hoje.
Mas a minha escolha musical para esta entrada recaiu nesta canção "Te lo juro yo", uma lindíssima canção de amor, interpretada pelo homossexual (Manuel Bandera) e acompanhada ao piano pelo amigo heterossexual (Ángel de Andrés Lopez).

quarta-feira, 6 de abril de 2011

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Boris

Tu só eras Boris de nome, pois para mim foste sempre o "meu pequenino" desde o dia em que te trouxe para cá, quase há 15 anos, até hoje, quando ganhei coragem de te levar ao médico, na tua última viagem.
E vai ser muito difícil esquecer as nossas "conversas", os nossos olhares, as nossas carícias mútuas.
Desculpa, "meu pequenino", ter tido essa coragem, mas olha que dói muito.
A tua companheira, de brincadeiras e de lambidelas, de zangas e de muita companhia, já entendeu que está só.
Os animais, em certas coisas, são bons entendedores...
Mas para a semana, vamos arranjar-te um gatinho novo, para guerreares e brincares; mas não é o Boris, esse já só existe numa imensa saudade.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Infinitamente...



Já dizia Napoleão: "A palavra impossível só cabe num dicionário de loucos"!

Como se consegue o "impossível" explica-se aqui