quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Herr Doktor Drazen Prostran

A nossa vida (minha e do Déjan) não tem sido nada fácil nos últimos tempos.
A última vez que estivemos juntos foi em Outubro do ano passado, portanto há mais de um ano.
E não é por falta de vontade, antes pelo contrário, mas sim devido à vida conturbada que o Déjan tem tido, desde que acabou o curso.
Após ter concluído o curso, seguiu-se um normal período de estágio (não remunerado), com as valências normais, das diferentes especialidades e também de estadia mais prolongada quer nas urgências de um hospital, quer num centro de saúde.
Tudo isso foi feito em Belgrado, e foi durante esse período que ele obteve duas semanas de férias e veio cá a Portugal.
Eu poderia ter depois ido a Belgrado, mas entretanto, o pai dele que vive sozinho em Zadar (Croácia), veio passar com ele uma larga temporada a Belgrado, de Janeiro até ao Verão, o que impossibilitou a minha ida, porque não havia possibilidade de compartilhar o apartamento dele pois ele não é assumido perante a família.
Por outro lado e sabedor de que após a conclusão do curso e respectivo estágio, as possibilidade de emprego na Sérvia eram poucas e más (salário como médico, a rondar os 700 euros), o Déjan começou ainda como estudante a frequentar o Goethe Institut em Belgrado, para aprender alemão, já que a Alemanha é um dos dois únicos países a reconhecer o curso de medicina da Faculdade de Medicina de Belgrado como válido para exercer a medicina lá (o outro país é a Noruega).
Claro que esses estudos de alemão demoraram bastante tempo pois ia subindo de escalão,porque para poder trabalhar na Alemanha tinha que ter aprovação no escalão máximo, que é muito mais do que simplesmente saber falar a língua.
Teve pois que fazer um exame final para obter esse diploma e poderia fazê-lo no próprio Goethe Institut em Belgrado ou numa cidade alemã.
Tendo desde há muitos anos uma grande amizade com uma família oriunda, como ele, de Zadar e estabelecida há muitos anos em Stuttgart, ele optou e muito bem por ir no Verão para lá e fazer um pequeno curso exactamente para esse exame, e passou, pelo que o principal passo estava dado.
Agora precisava de resolver todas as muito complicadas questões burocráticas necessárias para trabalhar na Alemanha, estando de volta a Belgrado, pois a todo o momento era preciso mais isto ou aquilo.
Claro que eu não podia deslocar-me lá, porque a qualquer momento ele poderia ter que ir à Alemanha...
Enquanto aguardava a permissão de trabalho na Alemanha foi enviando o seu CV para variadas clínicas e recebeu resposta de várias, e três delas marcaram-lhe entrevistas.
Uma primeira em Kleve

bem perto da fronteira com a Holanda

 

 e cuja especialidade é neurologia, uma das preferidas do Déjan, a qual correu lindamente, tendo sido convidado a dormir lá e passar perto do dia seguinte a conhecer melhor a clínica; gostaram verdadeiramente dele, mas havia um óbice – ele ainda não tinha a permissão de trabalho, a geral, pois a da especialidade seria depois pedida pela própria clínica.
Devido à demora em obter essa permissão foi informar-se e soube que por ele ser sérvio, ou seja extra-comunitário, havia prioridade para os países da UE e com a recente entrada de diversos países – Bulgária, Roménia, e ainda mais recentemente a Croácia, era um óbice.
Claro que o Déjan também é croata, mas como a universidade que os alemães reconhecem como compatível é a de Belgrado, ele teve que mostrar o passaporte sérvio.
Entretanto uma segunda entrevista, agora em Olpe

em plena zona industrial alemã


e numa clínica de psiquiatria – aqui ainda gostaram mais dele e prometeram dar novidades em breve. 

Mais recentemente foi a uma terceira entrevista, nos arredores de Colónia


 perto da Feira


cuja especialidade é cirurgia


e também correu muito bem. 
Todavia, houve uma mudança de atitude nos serviços alemães e telefonaram-lhe informando-o de que para obter a dita permissão de trabalho no país era necessário obter primeiro a permissão para exercer medicina, e que a outra mais geral (que obviamente deixa de ser importante, pois a ele só lhe interessa trabalhar como médico) seria dada simultâneamente. 
Para esse efeito marcaram-lhe um exame para ontem, dando-lhe assim um período mínimo de preparação. 
 Foi fazer o exame com algum receio pois sabia ser um exame muito exigente e esse exame decorria em três partes: numa primeira, um “paciente” era atendido por ele, e o Déjan precisava de fazer o diagnóstico e prescrever a terapia necessária. 
Depois foi para uma sala onde teve que escrever tudo, sobre o que o levou ao diagnóstico e o porquê da terapia indicada. 
Tudo isso correu muito bem. 
Havia depois uma terceira parte, que constava de um interrogatório sobre diferentes áreas médicas, feito por duas pessoas e que foi extremamente difícil, exigindo-lhe mesmo nalgumas questões que ele tinha conhecimento médico, a sua nomenclatura em alemão (claro que todo o exame foi em alemão), e aí, nessa terceira parte o Déjan fraquejou um pouco, o que o fez ficar com medo do resultado, que só soube hoje e que felizmente foi a aprovação. 
Está assim vencido o último e mais importante passo para ele trabalhar como médico, na Alemanha. Curiosamente, ontem mesmo, recebeu um mail da clínica de Olpe a perguntar se já tinha a permissão de trabalho e em caso afirmativo que gostariam de o ter lá durante três dias, com tudo pago, o que é um excelente indício. 
Mas também hoje informou as outras duas clínicas de que já possuía a permissão e vai continuar a enviar CV, até estar definitivamente a trabalhar. 
Estou convencido, agora, que até final do ano, ele estará a trabalhar e a ganhar finalmente dinheiro, e que não é pouco – cerca de 2500 euros mensais. 
Se assim for, está cada vez mais perto o nosso reencontro que ambos esperamos ansiosamente, e que será na Alemanha, com voos mais frequentes e mais baratos. 
 E depois poderemos encontrar-nos em diversos sítios da Europa por períodos curtos, mas aproveitando promoções, por exemplo. 
Hoje é um dia muito feliz para o Déjan, mas felicíssimo principalmente para nós dois. 

VOLIM TE, Dejan

34 comentários:

  1. Alvíssaras! Pergunte ao Doutor como se diz "supimpástico!" Em alemão!! :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Edu
      essa é uma das tais palavras que sáo intraduzíveis, mesmo para português, hehehe...
      Beijo agradecido.

      Eliminar
  2. partilho o vosso sentimento de esperançosa felicidade. abraços a ambos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Miguel
      está a ser uma demasiado longa e penosa separação... Vamos ver se em breve poderemos combinar a data e o local do reencontro.
      Abraço amigo.

      Eliminar
  3. E prontos... assim se inicia mais uma importante fase das vossas vidas. Como diz o poeta, tudo fica bem quando acaba bem (ou qualquer coisa assim parecida).

    Честитамо и најбоље жеље (parabéns e felicidades em sérvio... loool)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ribatejano
      não é propriamente uma nova fase das nossas vidas, mas sim o fim (ou melhor o aproximar do fim) de um tempo longo em que não se conjugaram os factores para nos encontrarmos.
      Quando ele estiver finalmente a trabalhar, sim, vamos começar a ver-nos de forma diferente, mais vezes e por tempo mais curto e também em sítios diferentes. Vamos aproximar-nos um pouco de um casal normal, finalmente!
      Abraço amigo.

      Eliminar
  4. João um ano separados? É demais! Espero que todas as barreiras acabem derrubadas e vocês consigam viver esse amor como desejam. Tudo de bom para os dois. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais que um ano, Mary.
      Mas nós resistimos a tudo. Para o mês que vem vamos celebrar 9 anos de comunhão de afectos, o que é muito bom.
      Beijinho.

      Eliminar
  5. Fico muito feliz por vós, João. Parabéns ao Déjan por esta nova fase. Será muito bem sucedido, certamente. :)

    um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mark
      sim, ele está de parabéns, pois tem feito um esforço notável para ir em frente. E está quase lá...este era um passo decisivo.
      Eu tenho a certeza de que ele será um bom médico, pois conheço a sua aplicação, a que alia uma simpatia inata.
      Abraço amigo.

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Obrigado, Francisco, mas os parabéns vão direitinhos para o Déjan. Eu apenas tenho sido um grande apoio para ele, embora aqui de longe.
      Abraço amigo.

      Eliminar
  7. Vir aqui e ter boas notícias é acertar em cheio no post, João.
    Parabéns ao Déjan, pois tem um percurso de lutador e o reconhecimento das suas competências são merecidas e justas.
    Desejo-lhe um trajecto profissional pleno de sucesso.

    Para si João, um grande abraço e que o sucesso dele faça parte da vossa felicidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mz
      muito obrigado e é como dizes, este dia é o resultado de uma luta enorme começada numa Universidade exigente e reconhecida como tal, mas também cheia de vícios dos quais o Déjan foi grande vítima.
      Agora o percurso parece bastante mais desanuviado e com certeza que a estabilidade profissional dele se vai reflectir muito positivamente na nossa relação.
      Beijinhos.

      Eliminar
  8. estava à espera deste texto. parafraseando o protagonista: 'tu mereces ser feliz.' :)
    parabéns ao D. :)
    bjs.
    ps: bela música.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Margarida
      deste-me a oportunidade de falar na música, que como sabes tem sempre a ver em menor ou maior grau com o conteúdo do post.
      Sendo o Déjan um fanático fan dos Metallicca, só poderia escolher uma música deles e esta é das poucas deles de que gosto mesmo muito.
      Beijinho agradecido.

      Eliminar
  9. Muitos parabéns, depois de tantas "peripécias", é merecido!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sérgio
      é mais que merecido. Mas ainda não terminou. Só quando estiver realmente a trabalhar e eu o possa visitar.
      Abraço amigo.

      Eliminar
  10. Excelentes notícias! Que alívio para vocês! Parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, João, finalmente a luz ao fundo do túnel.
      Embora os alemães precisem muito de gente qualificada, como imaginas a procura é grande, de todas as proveniências, e eles são terrivelmente selectivos.
      Obrigado.
      Abraço amigo.

      Eliminar
  11. Fez-me sorrir ontem quando li na diagonal, fez-me sorrir ainda mais hoje a ler tudo.

    Os meus parabéns ao Dejan e um abraço forte para ti João. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Eolo
      agora podes imaginar o tamanho do nosso sorriso neste momento...
      Muito obrigado.
      Abraço amigo.

      Eliminar
  12. Muito obrigado meu amor! Thank you chako pako! Your text and espicially music made me cry... obrigado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. My wonderful Déjanito
      the text is simply thereality of the facts that has been your life in the last year and some mounths more.
      The music is for you my love, because i know you love it, and so is like a litlle present...
      Volimte, chako pako!!!

      Eliminar
  13. Com certeza que já faltou muito mais!
    Agora está quase, quase, quase!
    Muitos Parabéns ao Déjan! E que seja só o início de muitas outras conquistas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rosa
      espero bem que sim. Ambos esperamos ansiosamente que assim seja.
      Beijinho.

      Eliminar
    2. Rosa
      daqui vão dois, um de cada um...

      Eliminar
  14. Torço para que tudo corra como vocês dois desejam, João! E parabéns ao Herrn Doktor !
    Um abraço para ti

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Justine
      entretanto enquanto continua em Stuttgart em casa de amigos, vai começar a fazer uma perninha num hospital da cidade, pois além de estar ocupado, ganha experiência e algum pilim...
      Mas amanhã vai para Olpe onde vai estagiar 3 dias...
      E vamos aguardando, é todo um processo demorado.
      Beijinho.

      Eliminar
  15. Respostas
    1. iLove
      um abraço muito agradecido e votos de felicidade para vocês dois, também.

      Eliminar
  16. um ano.. isso é muito tempo :(
    espero que consigam voltar a estar juntos o quanto antes e admiro a paixão e o amor que têm um pelo outro para suportarem tanto tempo separados, força joão!

    ResponderEliminar
  17. Olá Aaron
    sim, as coisas estão a compor-se. O Déjan conseguiu ficar colocado no Hospital em Olpe e começa a trabalhar em 1 de Janeiro. Já comprei bilhete para Dusseldorf, fica a menos de 50 kms para 19 de Janeiro e passaremos 15 dias juntos. E futuramente haverá contactos mais frequentes.
    Entretanto tenho sabido de ti, pelo teu blog, agora mais espaçado mas com tudo o que é preciso para saber que tudo vai bem contigo e com o teu "Artista", o que é muito bom.
    Abraço amigo.

    ResponderEliminar

Evita ser anónimo, para poderes ser "alguém"!!!